Segredos e Desejos


13/11/2007


Boquete!!!

Antes, durante ou depois do sexo!! Um boquete sempre cai bem....digo por experiência...não há pau mole que insista em ficar mole com uma chupadinha bem gostosa.....principalmente quando a mulher gosta e sabe o que faz!! É, porque a mulher tem que gostar do que faz....olhar nos olhos com cara de safada....passar a lingua da cabeça até o saco.....e chupar com gosto....bom pelo menos é isso que ouço falar q os homens gostam.....não só ouço por ouvir...como recebo elogios do meu gato!!!  Desde a primeira vez que eu vi aquele pau maravilhoso na minha frente não aguentei e cai de boca....até hoje ele lembra da cena e diz q foi o melhor boquete q ganhou na vida dele....(acho q é desculpa pra sempre ganhar mais..rs)!! Já ouvi certa vez q eu era a namorada dos sonhos....não sei se esse título vem pelo fato de me declarar boqueteira de mão cheia (ou será de boca cheia) bem não sei....só sei que adoro fazer....chupar e chupar gostoso até senti minha boca cheinha de "leitinho", olhar com cara de sapeca e engoli tudinho...acho q essa é a melhor parte!!! Certa vez um amigo meu disse que o sonho dele era esse......que a mina engolisse até a última a gota....mais nunca teve essa sorte....algumas por nojo outras por receio msm....comigo num tem essas!!

Durante então tem coisa melhor....o Beto costumar melar o pau dele na minha bucetinha e depois tira e dah pra eu lamber!!! Hummm delícia sentir o meu gostinho no pau dele!! Muito bom....quem sabe um dia eu tenha o prazer de sentir o gostinho de uma que não seja a minha

Sexta eu fiz um boquetinho enqto assistiamos tv na madru.....ele gozou gostoso na minha boca e eu engoli tudinho......

Qual homem que não gosta???

 

Escrito por Mary às 21h01
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

12/11/2007


Conto I - O Pai da minha melhor amiga!!!

Saímos da escola, no horário normal, ao meio dia, liguei para minha mãe porque hoje eu teria que ir ate a casa da Paty para a gente terminar de fazer o trabalho. Avisei ela e o pai dela já estava nos esperando na saída. Eu , particularmente achava aquele homem muito bonito, não era velho nem novo, devia ser muito experiente, e tinha um cheiro maravilhoso. Chegamos até a casa dela e fomos para o quarto pra tirar o uniforme da escola, eu havia levado uma outra roupa, pois a intenção era ficar a tarde toda por la e quem sabe até durmi, já que nos éramos muito amigas mesmo. Minha amiga se vestiu e saiu do quarto deixando a porta um pouco entreaberta,  Coloquei minha sainha jeans e quando estava terminando de por minha blusinha de alcinha que eu tanto adorava, vejo um vulto na porta me observando, fingi que não havia percebido, pois imaginei que seria o pai dela me filmando por aquela brechinha, terminei de colocar a roupa e imediatamente ele se moveu e sumiu daquela porta. Fomos almoçar, e naquela mesa, comecei a perceber um jeito diferente de me olhar, pensei que poderia estar viajando, aquilo não seria possível , que um homem de aparentemente uns 40 anos iria querer com uma menina de 15 anos, e ainda por cima melhor amiga da filha dele. Tentei continuar me concentrando na comida, mais realmente estava bem difícil e um pouco excitante aquela situação, pois nesse momento a Paty se levantou e foi até a cozinha pegar mais refrigerante pra nos, quando percebo uma mão grande e forte nas minhas coxas, me acariciando. Eu nem me movi diante dessa situação, estava muito nervosa e ao mesmo tempo percebo que minha calcinha começa a ficar molhadinha, ele continua me alisando quando a paty retorna da cozinha e ele tira aquela mão das minhas coxas. O almoço acabou e a gente foi fazer o trabalho, ficamos na biblioteca da casa umas 2horas, até que conseguimos terminar. Naquele dia ela tinha inglês e precisava sair por aproximadamente 1h e meia, mais não queria que eu fosse embora, queria que eu durmisse na casa dela, pra gente colocar as nossas fofocas em dia, sabe como é, eu estava receosa, mais decidi ir com o pai dela até o inglês e depois retornaríamos pra busca-la. Deixamos a paty no inglês e no caminho de volta pra casa, ele dirigindo e colocou a sua mão novamente na minha perna e disse se eu havia gostado na hora do almoço, eu balancei minha cabeça afirmando e num consegui falar mais nada. Ele continuou passando a mão em mim, e quando paramos no farol ele tirou minha calcinha e colocou aquele dedo grande e grosso dentro de mim, eu estava muito assustada e excitada, e percebi um volume crescendo entre as pernas dele. Eu devia estar louca mesmo, a única coisa que me passou pela cabeça que eu deveria bater uma punheta pra aquele homem maravilhoso, não poderia perder essa chance afinal minha ultima experiência sexual, foi fazer um boquete pro meu amigo de 17 anos, fazia um tempinho, que não fazia um sexo gostoso. Comecei a acaricia-lo por cima da calça mesmo, até que chegamos na casa novamente. Mal entramos pela porta ele me jogou em cima do sofá e disse que eu era muito gostosinha, e que sempre teve vontade de me comer. Colocou o pau pra fora e fez com que eu chupasse, enquanto ele estava arrancando minha blusinha e acariciando meus seios, me colocou de quatro e meteu em mim com tudo, nunca tinha sido tratada dessa forma com tanta força, e movimentando-se pra frente pra traz, ele ia me penetrando, e eu ali totalmente tomada pelo tesão rebolando e gemendo, nunca havia sentido tal sensação. De repente ele saiu de traz de mim, sentou no sofá e disse pra eu sentar no colinho dele, eu nem sequer pensei em recusar e sentei gostoso naquele colo e cavalgando ali fiquei ate ficar com o corpo todo mole de tanto gozar. Ele disse que iria gozar na minha cara, que meninas sapecas que nem eu, mereciam tomar esporrada no rosto e assim ele fez, terminamos ali aquele ato louco e prazeroso, nos vestimos e fomos busca a Paty no inglês. Fingimos que nada aconteceu, voltamos e eu decidi passar a noite por ali, na espera anciosa de mais uma vez transar com o pai dela, dito e feito. Já era tarde, já havíamos deitado pra durmi,  a paty devia estar no décimo sono, quando eu tive a brilhante idéia de ir tomar um copo d’água. Passei pela sala e lá estava ele, deitado no sofá , somente de cueca vendo tv, fui para a cozinha, quando senti alguém me abraçando por trás e beijando meu pescoço. Era ele, novamente cheio de vontade e tesão querendo me atacar, e assim foi, me botou em cima daquela mesa, abriu minha pernas, arrancou minha calcinha com a boca e começou a me lamber, com tanto gosto, como se estivesse sentindo o melhor gosto do mundo, quando eu estava bem molhadinha ele veio e meteu aquele pau duro e grande dentro de mim novamente, ficamos ali metendo mais uma vez, até que ouvi um barulho e decidi parar, sai assustada, voltei para o quarto e tentei durmir, era impossível, o que havia acontecido durante o dia jamais sairia da minha memória, e desde então passei a freqüentar a casa da Paty com muito mais freqüência.

Escrito por Mary às 13h18
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Perfil

Meu perfil
BRASIL, Sudeste, Mulher, de 20 a 25 anos, Portuguese, Sexo, Cinema e vídeo
MSN - ksal.100.vergonha@hotmail.com

Histórico